Sucessos da Brainlab

De Assistente a Supervisora

Eva

Temos grande satisfação em apresentar Eva, uma de nossas supervisoras de Operações de Vendas, que obteve muitas realizações em seus oito anos com a Brainlab. Leia mais sobre a jornada de Eva e a variedade e diversidade que um cargo em Operações de Vendas pode oferecer.

Histórias da Brainlab - Eva Jolinder

Eu me candidatei e fui entrevistada para o cargo de Assistente de Operações de Vendas em abril de 2006. Depois de concluir meu curso de Economia Política Internacional e de ter ocupado dois cargos em vendas estratégicas e marketing em minha cidade natal, Estocolmo, eu queria mudar de ares e viajar para o exterior. Foi pesquisando on-line que encontrei a Brainlab, que estava procurando alguém para cuidar da Escandinávia, do sul da Alemanha e da Áustria. A entrevista incluiu um teste de meu conhecimento do idioma alemão, precisando digitar em um teclado ergonômico que ainda não consegui dominar até hoje, mas consegui o trabalho!

Comecei a trabalhar na Brainlab em uma época de mudanças e crescimento rápido, em que passei um mês muito quente no prédio antigo, antes da mudança para a nova matriz, localizada em uma área rural. Portanto, eu me identifico um pouco com a velha Brainlab e muito com a nova. Semana a semana, meu crachá foi sendo movido para o fundo da lista, à medida que novas caras ingressavam na Brainlab. Com o passar do tempo, o mercado escandinavo cresceu e eu abri mão do território Alemanha, Áustria e Suíça (DACH), mantendo foco apenas no norte. Com a reestruturação de algumas funções entre os departamentos de Operações, Suporte e Operações de Vendas, houve um crescimento em nossa área de responsabilidade e em nossa equipe, e tive a chance de assumir a liderança direta de algumas regiões da Europa. Dois anos depois, os mercados foram ampliados e hoje lidero um grupo de oito pessoas, cobrindo Alemanha, Áustria e Suíça (DACH), França, Benelux, Sudeste da Europa, ASPAC, Austrália, Japão e Sul da América Latina.

O trabalho em Operações de Vendas apresenta grande variedade, nenhum dia é igual ao dia anterior e em cada dia ocorrem mudanças de direção no decorrer do trabalho. É necessário ser flexível e ter a mente aberta para novas abordagens.

Trabalhamos diretamente com as equipes locais de Vendas e Suporte, facilitando e coordenando atividades de pré-venda, tais como propostas, demonstrações e visitas a clientes, atuamos em cooperação direta com investidores internos, como Produção, Logística, Finanças, Jurídico e Gerência da Qualidade, durante todo o ciclo de processamento do pedido e, é óbvio, trabalhamos com nossos clientes e parceiros em atividades de pós-venda, como serviços e reparos. A maior parte de nossos colegas são oriundos das regiões com as quais eles trabalham, para oferecer suporte no idioma local, com conhecimento da cultura da região. É fantástico poder trabalhar com colegas de todas as partes do mundo. É ao mesmo tempo recompensador e desafiador aprender diferentes práticas e regras de negócios e encontrar soluções que nos permitam continuar a fazer as coisas de acordo com as diretrizes da Brainlab. Em duas ocasiões tive a oportunidade de treinar colegas em suas localidades, em Hong Kong e na Austrália. Gosto de trabalhar e cooperar com os membros de minha equipe, orientá-los em suas atividades diárias, e de proporcionar o crescimento, o desenvolvimento e a melhoria das pessoas, dos processos e de nossos serviços.

Ao longo dos anos também tive a oportunidade de liderar diferentes projetos, para estruturar, desenvolver e eventualmente automatizar nossos procedimentos diários. Foram coisas de importância variada, como trabalhar com a equipe de Salesforce no ajuste do Dashboard, para incluir as informações realmente importantes para os SOAs, ou criar importantes relatórios de BI, além do envolvimento em grandes esquemas de mudanças na Brainlab.

Sempre há algum acontecimento novo na Brainlab, como a implantação de um novo conceito de escritório, mudança para um novo prédio, novos produtos, comemorações pelo 25º aniversário ou eventos relacionados a organizações beneficentes. Como funcionário, você pode sempre imaginar: O que mais falta acontecer?