Sucessos da Brainlab

De Assistente da Gerência Industrial a Diretor Corporativo de Controlling

Juergen

Juergen celebrou recentemente vinte anos de Brainlab. Continue lendo para entender a evolução da empresa ao longo do tempo e os segredos para permanecer relevante no longo prazo.

Sucessos - Juergen
Qual foi a função inicial a que você se candidatou na Brainlab?

A primeira função a que me candidatei, em 1996, foi de Assistente da Gerência Industrial.

Como você descobriu essa vaga?

Encontrei o anúncio em um jornal de Colônia, onde eu estava morando naquela época. Eu estava procurando um novo desafio em Munique, e aquela parecia ser uma oportunidade perfeita!

Descreva o processo de contratação.

O processo de contratação foi muito rápido. A entrevista transcorreu otimamente e recebi uma oferta de emprego de imediato. Deixei meu antigo emprego em Colônia imediatamente e comecei a procurar um apartamento em Munique. Em três horas, eu havia assinado contratos para um novo emprego e um novo apartamento e tinha a perspectiva de uma nova vida em Munique.

Você mudou de função na empresa?

Tive várias oportunidades de crescimento e desenvolvimento na Brainlab nos últimos vinte anos. Nos primeiros cinco anos, executei tarefas e gerenciei grupos nas áreas de contabilidade, compras, logística, produção e administração de vendas. Posteriormente, concentrei-me na área de compras, até 1999, quando permaneci um ano como Assessor da Diretoria, até 2000. Depois disso, fui nomeado Diretor de Suporte a Clientes, função em que permaneci até 2009, quando fui nomeado Diretor Corporativo de Controlling, minha posição atual.

Descreva sua função como Diretor Corporativo de Controlling.

A parte interessante da controladoria é a estreita cooperação com o conselho administrativo e a habilidade de fornecer as ferramentas, os relatórios e as análises que são necessários para o gerenciamento do negócio, além de fazer com que projetos de desenvolvimento de negócios sejam bem-sucedidos. Muitas pessoas se perguntam se um departamento de controladoria é realmente necessário. Esta é a resposta, conforme a definição de nossa declaração de missão, refletindo a transição de nosso departamento de “Especialistas em Dados” para “Parceiros de Negócio”:

 

O departamento de Controlling da Brainlab desenvolve e suporta o processo de gerenciamento de definição de metas, planejamento e controle. Isto resulta no compartilhamento da responsabilidade de atingir esses objetivos. Com especialização no conhecimento de processos, na análise de dados e em relatórios inteligentes, a controladoria assegura decisões fundamentadas e transparentes. Fornecemos recomendações de negócio por iniciativa própria e adotamos uma posição crítica quando nossos padrões econômicos não são alcançados.

 

A Brainlab era uma empresa razoavelmente nova quando você iniciou sua carreira. Como você viu o desenvolvimento da empresa? 

Quando ingressei na empresa, a Brainlab era uma “startup” com vinte funcionários. Vi a empresa crescer rapidamente, dobrando ou triplicando importantes figuras de desempenho a cada ano. Mesmo quando a bolha de TI estourou e o mundo enfrentava uma crise financeira, o desenvolvimento do negócio não foi impactado. O mesmo ocorreu com a crise bancária de 2008, quando a Brainlab manteve seu ritmo de crescimento. Em minha opinião, a Brainlab é imune a crises!

Como você classifica as oportunidades de crescimento profissional na Brainlab?

A Brainlab sempre oferece grandes oportunidades para pessoas motivadas. Na minha época, observei pessoas mudando de funções administrativas para funções técnicas e vice-versa. Designações em outros escritórios globais também representam uma grande oportunidade de desenvolvimento pessoal!

Qual é a sua parte favorita de trabalhar na Brainlab?

Gosto de estar conectado e trabalhar junto com tantos departamentos diferentes. Estou ansioso pela perspectiva futura de trazer a controladoria para junto de todas as áreas do negócio, transformando-a em um provedor de serviços para esses departamentos.

Entre os projetos com os quais você contribuiu durante sua carreira na Brainlab, qual foi o que gerou maior satisfação?

A implantação da inteligência de negócios na Brainlab. Começamos com painéis e relatórios automáticos no ano de 2000 para suporte a clientes (as ferramentas e a tecnologia ainda são consideradas estado da arte) e hoje esse processo é usado em toda a empresa. Outro grande projeto foi a rápida negociação e implantação do software de serviço remoto iHelp, em 2004. Naquela época era possível comprar soluções de serviço remoto praticamente sem custo, com licenças ilimitadas. Inicialmente os benefícios foram muito pequenos, devido à lentidão e limitação das conexões, mas construímos a base para a atual solução iHelp.

O que a Brainlab faz diferentemente de qualquer outra empresa em que você trabalhou? 

Minha comparação abrange uma época em que e-mails e internet não eram o padrão. Você consegue imaginar isso? Na Brainlab, tive acesso a uma infraestrutura de alto nível desde o primeiro dia, em 1996, e a Brainlab sempre ofereceu um ambiente de trabalho de primeira classe, confiável e divertido!

O que o motiva a vir para o trabalho diariamente? 

Minha principal motivação é a descoberta de deficiências na empresa e o trabalho na otimização de processos e lucratividade em conjunto com outros departamentos.

Qual é o aspecto mais atraente do trabalho em seu departamento?

O trabalho em equipe que compartilhamos e o trabalho com o conselho administrativo na linha de frente.

Você está envolvido em alguma atividade da Brainlab fora do trabalho?  

Sim, tenho orgulho em ser um dos fundadores do time de futebol da Brainlab, que teve suas atividades iniciadas há quase vinte anos, em 1997!

Qual é o segredo de apreciar uma longa e realizada carreira em uma empresa como a Brainlab?

Sempre procurar novas oportunidades e novos desafios! Há muito a ser descoberto e muitas novidades no horizonte!