Elements Spine SRS

Fluxo de trabalho otimizado para transformar o gerenciamento de lesões da coluna 

O aplicativo Elements Spine SRS apresenta soluções a muitos dos desafios atuais em radiocirurgia da coluna e produz, automaticamente, uma dose altamente conformacional para evitar a estrutura crítica da medula espinhal.

Reproduzir vídeo

Fluxos de trabalho objetivos, com funções automatizadas produzem planos de dose conformacionais para evitar a estrutura crítica da medula espinhal
Cria planos de tratamento consistentes e de alta qualidade para o tratamento de indicações de coluna

Planejamento de tratamento automático

O planejamento de lesões críticas, como as tratadas com radiocirurgia estereotática na coluna, frequentemente exige um nível significativo de experiência e tempo dos profissionais responsáveis pelo planejamento do tratamento. O planejamento automático de tratamento é uma maneira de elevar a qualidade geral do plano, para criar planos de tratamento de alta qualidade, de maneira consistente e eficaz. Os usuários apenas precisam definir as restrições do órgão em risco (OAR) uma única vez, usando protocolos para esquemas específicos de fracionamento.

  • Criação de plano de tratamento baseado em protocolo 
  • Exibição de restrições clínicas na forma de semáforo, com base no protocolo de tratamento
  • Abordagem especializada de gradiente para interface medula-alvo
  • O número de arcos é automaticamente ajustado às necessidades do paciente
O Spine SRS cria planos de dose para tumores de coluna que se ajustam ao formato incomum da vértebra

Exposição seletiva de vértebras para bloqueio de coluna avançado

A criação de uma dose altamente conformacional para lesões na coluna pode ser complexa, devido ao formato incomum das vértebras. O algoritmo do aplicativo Elements Spine SRS divide o PTV internamente em vários alvos menores, para obter métricas excelentes para o planejamento da dose.

  • Preservação da medula espinhal com intervenção mínima do usuário
  • O movimento das lâminas é levado em consideração para dosimetria robusta e dose altamente conformacional
  • Eficiência no tempo de aplicação, além de melhorar a preservação de tecidos saudáveis
 
A abordagem com a Arcoterapia Volumétrica Modulada (VMAT) combina automação com controle manual de um plano que oferece eficiência de UMs com gradientes de dose precisos

Otimização dinâmica de gradiente e UM

Para criar o gradiente de dose mais preciso e os planos com maior eficiência de UM, a exclusiva abordagem de VMAT da Brainlab representa uma elegante combinação entre automação e controle. Essa abordagem é caracterizada por ferramentas de otimização intuitivas, que permitem que o usuário faça modificações sutis aos planos.

  • VMAT específica para coluna, para gerar gradientes de dose precisos na interface da medula espinhal
  • O algoritmo exclusivo de VMAT usa altas taxas de dose, necessárias para tratamentos de radiocirurgia estereotática
  • Suporte para feixes com e sem filtro aplainador
  • Os planos apresentam eficiência de UM, usando técnicas especializadas de otimização de restrições
  • As modificações dos planos podem ser rapidamente visualizadas e implementadas com ferramentas intuitivas, afetando as métricas das UMs e dos tecidos saudáveis (CI e GI)
Oferece uma abordagem integrada do algorítimo de Monte Carlo e da VMAT, como uma forma de combinar velocidade e precisão

Otimização da VMAT com o algorítimo Monte Carlo

Para se chegar a um equilíbrio entre a velocidade e a precisão do cálculo, os planos são gerados na forma clássica, com um cálculo de dose aproximado para determinar parâmetros de máquina ideais, e, depois serem recalculados com um mecanismo de dose mais preciso. O aplicativo Elements Spine SRS oferece uma abordagem rigidamente integrada para combinar velocidade e precisão ainda maiores.

  • Abordagem clássica: Cálculo de dose com o algoritmo Pencil Beam durante a otimização pelo Monte Carlo para o cálculo final de dose, visando a rapidez no planejamento
  • Abordagem integrada: O método híbrido que usa o Pencil Beam e o Monte Carlo em diferentes estágios da otimização e o algoritmo de Monte Carlo para cálculo de dose na etapa de otimização final
Visualizações objetivas do plano de doses em relação ao local em que vértebra e medula espinhal se encontram

Ilustração de dose na interface vértebra-medula espinhal

O controle sobre parâmetros de planejamento é facilitado por visualizações diretas e exibições de dose exclusivas. Esses recursos foram implementados não apenas para os PTVs, mas também para os órgãos em risco (OARs) mais críticos, para que as escolhas possam ser prontamente avaliadas.

  • Avaliação abrangente de dose em 3D
  • As distribuições de dose são exibidas simultaneamente nas diversas sequências de imagens, mostrando os efeitos da dose sobre o maior número possível de informações anatômicas
  • As visualizações de superfície de dose, projeção de intensidade máxima, Beam’s Eye View (visualização da fonte) e a visualização do arco permitem que o usuário veja, simultaneamente, informações de cobertura, conformidade, movimento de MLC e distribuição de arco
  • O bloqueio vertebral pode ser visualizado em relação ao movimento completo do gantry Beam’s eye view (visualização da fonte)
 
Alguns produtos listados neste site têm sua comercialização limitada ou não possuem liberação regulatória pela ANVISA. Entre em contato com a Brainlab para obter mais informações sobre produtos registrados e comercializados no Brasil.