Brainlab Elements Image Fusion

Table of Contents

Asegúrese de que selecciona la versión de software correcta. Para ello, seleccione el logotipo de Brainlab, que está situado en la esquina inferior derecha de la aplicación correspondiente.

Introdução

Informações gerais

Image Fusion permite o registro simultâneo de pelo menos duas sequências de imagens. Você pode fusionar imagens da mesma modalidade ou de modalidades diferentes (p.ex., TC, RM, PET, SPECT). O aplicativo Image Fusion pode ser usado em diferentes fluxos de trabalho (p.ex., usando o software Cranial ou Spine).

Quando fusionadas, duas sequências de imagens podem ser visualizadas simultaneamente. Todo o conteúdo planejado (p.ex., objetos e trajetórias) definido em uma sequência de imagens fica visível em qualquer outra sequência de imagens fusionada.

Image Fusion propõe uma cadeia de fusões com base em regras pré-definidas de pareamento. Para obter informações adicionais, entre em contato com a Brainlab.

Image Fusion utiliza um algoritmo para fusionar as sequências de imagens selecionadas. O algoritmo faz a correspondência entre duas sequências de imagens, junto com estruturas anatômicas comuns, para otimizar o resultado da fusão. As duas sequências de imagens devem compartilhar a mesma área anatômica.

A fusão automática de imagens é adequada para a maioria das combinações de modalidades de imagens, com algumas exceções (p.ex., sequências de imagens de ultrassom). Por padrão, a posição original no dispositivo de aquisição (sistema de coordenadas de referência) fica disponível para modalidades não suportadas. Ajustes manuais são permitidos.

Fusão rígida e deformação elástica

Imprecisões em uma fusão rígida podem ser causadas por distorção em uma das sequências de imagens ou por diferentes posições do paciente em várias sequências de imagens. Você pode corrigir a distorção usando o aplicativo Distortion Correction Cranial em fluxos de trabalho de crânio e corrigir diferentes posições do paciente usando o aplicativo Curvature Correction Spine em fluxos de trabalho de coluna. Você pode utilizar o Virtual iMRI Cranial para transferir dados pré-operatórios planejados para situações intraoperatórias de pacientes em cenários relacionados ao crânio. Quando um desses recursos é aplicado, um algoritmo de registro deformável (deformação elástica) é utilizado para gerar uma nova sequência de imagens.

Por definição, uma deformação elástica não é uniforme em todo seu volume. Isto pode significar deformação precisa em sua área de interesse, mas pode significar deformação imprecisa em outra parte do cérebro ou da coluna.

Verifique cuidadosamente a nova sequência de imagens gerada, considerando todo o volume. As ferramentas de verificação disponíveis no aplicativo estão descritas nas próximas seções.

Disponibilidade da função de deformação

A função de deformação é opcional e depende de licenciamento e da configuração do sistema. Para obter informações adicionais, entre em contato com o suporte da Brainlab.

Examinando sequências de imagens

Sempre examine as sequências de imagens selecionadas para fusão. Quanto melhor a qualidade e a resolução das imagens, melhor será o resultado da fusão.

Art. Nº: L60917-73BP

Fecha de publicación: 2019-04-11