Sucessos da Brainlab

De Formando a Gerente de Software

Daniel

Em sua função como Gerente de Software na Brainlab, Daniel teve muitas oportunidades de trabalhar em projetos excitantes e inovadores. Leia esta história de sucesso para conhecer o desenvolvimento de sua carreira na Brainlab.

DE FORMANDO A ENGENHEIRO SÊNIOR

Ingressei na Brainlab em 2007, logo após concluir minha tese na Technische Universität München (TUM). Alguns amigos haviam comentado sobre a grande empresa em que eles trabalhavam e decidi me candidatar a uma vaga de Engenheiro de Software na Brainlab. A entrevista foi realizada uma semana após o envio de minha inscrição, e consegui o trabalho!

O primeiro projeto em que trabalhei foi o sistema Digital Lightbox. O Digital Lightbox é um dispositivo sensível ao toque montado em parede, com um monitor principal de 30 polegadas. Aquela era uma tela sensível ao toque enorme para os padrões da época. No início, a equipe de desenvolvimento do Digital Lightbox era composta por três engenheiros de software e um gerente de projeto. Um aspecto interessante desse dispositivo era a possibilidade de usar a tecnologia sensível ao toque para explorar imagens médicas em grande escala. O foco do projeto era facilitar a disponibilidade de dados para os médicos em consultórios e salas cirúrgicas. Nos meus últimos anos na universidade, direcionei o foco para a computação gráfica e isso foi muito gratificante. Dessa forma, era natural e motivador trabalhar em visualizações de volumes 3D sensíveis ao toque.

Após a conclusão bem-sucedida do projeto de visualização 3D, ingressei na Equipe de Navegação em Crânio para desenvolver novos recursos 3D para uso em cirurgias guiadas por imagens. Um dos primeiros recursos que implementei ajuda os neurocirurgiões a simular a craniotomia com um corte virtual navegado antes da abertura real do crânio.

Posteriormente, a ideia de cortes virtuais navegados evoluiu para o registro do local do tumor residual durante uma ressecção tumoral. Aprendi muito sobre cirurgia craniana, dentro e fora de salas cirúrgicas.

Durante esses anos, tive a oportunidade de participar de diversas conferências, incluindo as conferências de computação gráfica Eurographics e SIGGRAPH, bem como a conferência de C++ ACCU. Sou um desenvolvedor de software por inteiro, e apaixonado por C++. Essa é a razão de eu ter começado a apresentar sessões de treinamento em C++ e recentemente dei uma palestra em uma reunião da MUC++. Gosto muito de compartilhar informações com outros profissionais. Isso ajuda a ver os problemas de uma perspectiva diferente.

Desde 2014 estou coordenando o desenvolvimento de uma estrutura básica de C++, incluindo responsabilidades pela arquitetura de software na Brainlab. Esta nova função me deu a oportunidade de combinar paixão com profissão e foi aceita com muito prazer. Neste momento, a primeira coisa que faço sempre que retorno à minha sala é verificar o semáforo em minha mesa, que notifica falhas em testes de unidades automatizadas.

O que mais você acha excelente sobre a Brainlab? O restaurante, as pessoas e a oportunidade de ver o resultado de sua contribuição ao vivo, durante uma cirurgia!